Pipocando | Caça aos Gângsteres

O pipocando de hoje é destinado para garotas aventureiras e homens que curtem filmes de suspense. Pois é, fiquei interessada há um tempinho em assistir o filme “Caça aos Gângsteres”, porém só esse final de semana tive oportunidade assistir.

c2

Caça aos Gângsteres é um filme dirigido por Ruben Fleischer (o mesmo de Zumbilândia, quem já assistiu?) e tem em seu elenco vários atores adorados e conhecidos, como Sean Penn, Ryan Gosling e Emma Stone.
O filme conta a história de uma máfia coordenada por Mickey Cohen (Sean Penn) e ele quer expandir o seu negócio pelo oeste dos Estados Unidos. É uma coisa meio louca, violente e um tanto quanto sombria. Algumas partes são interessantes, outras – se você é como eu, ficará também – fiquei meio entendiada, porque é algo tão limitado e sei lá, ação com suspense. Não curti muito.c1

O encantamento do filme, para nós meninas que não curtimos muito o gênero, se resume a lindos policiais sérios que ficam sexy querendo salvar a bela cidade de Los Angeles.
Dou três estrelas por ter ficado entediada em certas partes. As três se resumem ao suspense e curiosidade que foram despertada em mim, ao filme ter sido baseado em fatos reais (sempre fico curiosa com isso) e pela presença do Ryan e Emma Stone, atores em que eu tenho paixão pelo trabalho.

c3

Para quem gosta de ação, vale a dica para curtir nesse feriadinho.

Beijos,
Ursulla Feu

Anúncios

Pipocando | As vantagens de ser invisível

A vida é algo estranho. Bom, mas estranho. Vivemos sem por que, sem pra que, apenas em busca de nossa felicidade e mesmo assim, sabendo que tudo haverá um fim. Não sabemos a finalidade de  chegarmos e quando partiremos. Mas está tudo certo, pois quando a vivemos, em toda a intensidade da palavra, esquecemos de nos preocupar com isso. Encontramos pessoas, compartilhamos sentimentos e nos enchemos de toda forma de amor e cultura.

Eu não sei vocês, mas o que mais me admira no ato de viver é poder me relacionar e sentir todas as sensações propostas, como se fosse um encontro de alma. Seja quando gostamos muito de alguém, quando fazemos amigos e temos o prazer de viver amizades, ao encontrar músicas que simplificam toda e qualquer sensação indescritível, e qualquer outra ação que nos deixa sem palavras. Acho que ficou um pouco confuso, talvez melancólico, mas o filme que contaremos hoje é tudo isso e um pouco mais. Um dos melhores filmes que eu já tive a honra de assistir.

1

Dos produtores de “Juno“, o filme “As vantagens de ser invisível” conta a história de Charlie (Logan Lerman), um jovem que tem dificuldades para interagir com pessoas, principalmente em sua nova escola. É um tema clichê em filmes americanos, já que nesse o cenário cinematográfico sempre retrata o bullying e a perversidade dos mais forte sobre os desajustados nas escolas. No entanto, Charlie tem seus motivos para ser tímido, ingênuo e solitário (não contarei! vocês precisam assistir haha). Tudo começa a mudar quando ele decide que não quer mais isso para sua vida e tem a oportunidade de se aproximar de pessoas que realmente tem o poder de muda-la: Sam, Patrick e toda a sua turma “invisível“. Em busca do amor, da felicidade e da aceitação, eles se unem em uma amizade verdadeira.

2

3

Eu poderia ficar horas e mais horas escrevendo sobre o filme, mas acho que não seria tão legal assim haha.  Mas não tem problema, o que importa mesmo é passar, descrever e me derreter por sua temática libertária e de uma amizade linda de se assistir. Claro que fala sobre amor, mas o foco é a entrega de um amigo ao outro. Além de todo o roteiro sensacional, gostaria de mencionar a brilhante trilha sonora escolhida para a peça. Rock alternativo dos anos 70 e 90, as escolhas foram New Order, L7, Cocteau Twins, Sonic Youth, The Smiths e David Bowie (ele está voltando, galera!). Fora as frases inspiradoras e poéticas. Ah, ficarei horas sim me derretendo!  ♥♥♥ E só para lembrar que antes de ser um filme, ele é um livro. Embora não tenha tido a oportunidade de ler, dizem que é tão bom quanto a peça cinematográfica.. senão melhor.
as vantangens

“Eu sei que tem pessoas que dizem que essas coisas não acontecem, e que isso serão apenas histórias um dia. Mas agora nós estamos vivos. E nesse momento, eu juro. Nós somos infinitos.”

♥♥ Com muito amor, Ursulla Feu

Pipocando: It’s Magic!

E o pipocando dessa semana traz um presente para todas as mulheres: Channing Tatum! Não está satisfeita? Ok, eu também não estaria.. Multiplica por quatro e terá um presente muito (mas muito) melhor: Magic Mike! O filme com direção de Steven Soderbergh (“Onze homens e um segredo” e toda sua sequência), mostra o estilo de vida de Mike (Channing T.), um stripper. Por mim estaria bom por aí, o negócio é que tem apenas os gatos mais gatos de Hollywood. Alex Pettyfer (“Eu sou o número quatro“, cresceu, amadureceu e ficou lindo de barba!), Matthew McConaughey (hello, eterno “Como perder um homem em 10 dias“), Joe Manganiello (“O que esperar quando se está esperando“) e Matt Bomer (seriado “Crimes do Colarinho Branco“.. nunca ouvi falar) por exemplo.

magic

“Magic Mike”, baseado na vida de Tatum, conta a história de um experiente stripper que ganha a vida sendo o principal dançarino de uma casa noturna. Na verdade, o enredo só se desenrola a partir do momento que ele conhece Adam (Alex Pettyfer), um garoto que não sabe o que fazer de sua vida. Mike o ensina a arte de seduzir as mulheres em um palco, de forma a conseguir delas o máximo possível de benefícios. Ao mesmo tempo que ele passa seus conhecimentos a Adam, começa a se interessar pela a irmã dele, Brooke (Cody Horn). Com o tempo, o jovem inexperiente vai se mostrando cada vez mais confiante e deixa o dinheiro fácil subir a cabeça. Começa a lidar com drogas e a ignorar as pessoas próximas, mas ainda assim contará com a apoio de Mike e Brooke.

magic mike

Dei nota três para o filme, pois ele tem uma história bem razoável. Vale a pena assistir pela ótima performance de Channing que continua se revelando um bom ator. E também, claro, pelo ótimo entretenimento de ter tantos homens lindos dançando para você (ok, para nós!).

O filme já está nas locadoras! Já assistiu? Conte para nós o que achou.

Beijos, Ursulla

Pipocando: Now is Good

now is good

Ei! Temos um novo velho quadro aqui no blog, o “pipocando” que trará o nosso filme favorito da semana. Pontuando o que há de melhor, se vale a pena assistir ou o que peca na peça cinematográfica. Nada profissional, apenas a nossa opinião.
Eu já tinha baixado esse filme há um tempinho (acho que uma semana). Tenho mania de fazer isso quando me interesso pelos autores, capa.. enfim, mas até assistir leva um tempo. E hoje parei para ver o novo trabalho de Dakota Fanning. Primeira impressão: Totalmente britânico, lindo o sotaque, paisagem e costumes. Já é um lado positivo! Segunda impressão: Prepare-se para chorar, porque esse filme possui uma carga emocional pesada desde o começo, seja pela sonora, expressões no rosto e nas falas.

filme

“Now is Good” é um filme com direção e roteiro de Ol Parker (já ouviram falar?), baseado no livro “Before I Die”, da autora Jenny Downham. Ele conta a história de Tessa Scott (Dakota), uma garota de 16 anos que tem leucemia, porém já está cansada de lutar contra a doença desistindo então da quimioterapia. Só que não fica em casa esperando a morte bater a porta, ela faz uma lista de coisas que quer fazer antes de morrer, desde perder virgindade a roubar. E é assim que Tessa arruma uma maneira de lidar com sua dor, querendo sentir-se ‘viva’. Só que mesmo colocando em prática a lista com ajuda de sua melhor amiga, isso ainda a deixa vazia.

dakota

A doença é uma parte do filme, mas não é o assunto principal. O que é interessante, né?! Já que  conhecemos o outro lado, seja a dor, a perda de rumo e a maneira escolhida para lidar com tudo isso. Tessa tem grande apoio de sua família, seja por seu pai que é meio que obcecado pela doença, buscando formas de salvar sua filha; ou por sua mãe que ainda não sabe como lidar com tudo isso. As loucuras e aventuras de sua vida começam a ficar de lado assim que ela conhece seu vizinho, Adam, seu futuro namorado. É a pessoa que ela encontra para se apoiar e  enfrentar o final de seus dias.

Apesar de ter uma temática mais pesada e emocionante, é um filme tranquilo para se assistir com amigas, família e até quem sabe, namorado. Ótima atuação, roteiro e ótima trilha sonora (Lana Del Rey, por exemplo). Vale super a pena!

“Momentos.. Minha vida é uma série de momentos. Cada um.. uma jornada para o fim. Deixe-os ir!” Tessa Scott

One day

Férias é uma mistura de tudo e nada. Você espera ansiosamente para que elas cheguem, sonhando com todas as coisas que você vai poder fazer, que, no momento, você não pode, seja por causa da escola, faculdade (meu caso) ou trabalho. Mas quando elas chegam sempre vem uma coisa junto… o tédio! Não adianta, por mais que amemos esse descanso – merecido – a fala é sempre a mesma: “Não tem nada pra fazer…”. O que eu faço pra escapar do famoso tédio?  Simplesmente faço o que gosto. Leio, vejo séries e vários filmes.

No natal ganhei o livro que eu queria, “Um dia” de David Nicholls. A história, como está em muitos comentários, é instigante e apaixonante ao mesmo tempo. A amizade entre Emma e Dexter começa dia 15 de julho de 1988, data da formatura da faculdade, e se segue durante vinte anos. Momentos marcantes, encontros e muitos desencontros são contados no passar dessas duas décadas, sempre nos dias 15 de julho. Mas quando a amizade não é mais só amizade?

O filme já foi lançado e tem como protagonistas Jim Sturgess (gato demaais) e a linda Anne Hathaway.

Confira algumas cenas do filme, pipocas!!

Lindos demais né?! Já vi que bateu aquela vontade de assistir! (; Então pra aumentar ainda mais essa vontade ai está o trailler do filme.

Depois comentem se gostaram do filme e do livro tanto quanto eu!

Beijos, Evilyn Quintino.